CIDADE

Troféu Raça Negra para o pontenovense Denísio Liberato

23/11/2023 12:00




 O pontenovense Denísio Liberato Delfino esteve entre os homenageados, na noite de 20/11, em São Paulo/SP, com o Troféu Raça Negra. A iniciativa anual é da Universidade Zumbi dos Palmares, via ONG Afrobras e seus parceiros. A notícia chegou a esta FOLHA através de Adair Liberatto - diretora teatral e ex-secretária de Cultura de Ponte Nova e Rio Doce, mãe de Denísio (leia aqui).
 
Ele é o primeiro negro a dirigir a BB Asset - a maior empresa do país na gestão de recursos de terceiros, destacando-se na administração dos fundos de investimento dos clientes do Banco do Brasil. Escreveu Adair: “Meu filho recebeu, junto com diversas personalidades, o Troféu Raça Negra. Que orgulho! Que nós, povo preto, tenhamos muito mais negros se destacando e se tornando referência para os nossos jovens e adolescentes. Tudo posso naquele que me fortalece (Filipenses, 4:13).”
 
 Como se sabe, o Troféu Raça Negra é entregue para quem contribui com avanços para os afro-brasileiros, atuando no combate ao racismo. Neste ano, com homenagem póstuma à jornalista Glória Maria (morta em fevereiro), a relação de personalidades incluiu Elisa Lucinda, Samuel de Assis/ambos atores, Djamila Ribeiro/escritora e colunista, Alaíde Costa/cantora, Cláudio Aparecido da Silva/ouvidor das Polícias de São Paulo e o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, que também foi orador do evento.
 
Denísio foi lembrado especialmente porque em outubro a BB Asset instituiu o Fundo BB Ações Diversidade (leia aqui). Trata-se do primeiro índice latino-americano a combinar critérios de gênero e raça para selecionar empresas que irão compor carteiras de investimento, desde que elas promovam em seus cargos  maior representatividade de grupos (gênero feminino, pessoas negras e indígenas) e adiram à Agenda ASG (Ambiental, Social e Governança Corporativa) para aplicar os seus recursos.
 
Disse na época o presidente Denísio: “Empresas atentas à questão da Diversidade, Equidade e Inclusão (DE&I), além de endereçarem aspectos de imperativo moral e reparação histórica, impulsionam a qualidade do seu capital humano.”






UID:11223193/24/02/2024 16:16 | 0