REGIÃO

Cinco cidades da região duramente afetadas pelas chuvas

04/12/2017 19:00




Nesta segunda-feira (4/12), os perímetros urbanos de Rio Casca, Santa Cruz do Escalvado, Santo Antônio do Grama, Piedade de Ponte Nova e Urucânia ficaram com grandes trechos literalmente debaixo d'água.

Até o meio da tarde, apenas a Prefeitura de Urucânia decretou situação de emergência, em ato assinado pelo prefeito Frederico Brum de Carvalho/PRB, considerado sinistro mais grave que o episódio da forte chuva cuja foto foi registrada na edição desta FOLHA de 24/11.

Conforme apurado por esta FOLHA junto ao Comando Regional da Polícia Militar, não há informação de vítima fatal provocada pelas chuvas, mas muitas famílias estão desabrigadas.

Em Santa Cruz do Escalvado, casas da avenida principal da cidade chegaram a ficar com os telhados cobertos pela água. Desde as primeiras horas deste 4/12, fotos e vídeos dos estragos nas cidades se espalharam pelas redes sociais.

A BR-262, que passa por Rio Casca, foi interditada - por volta das 13h30 - pela enchente de ribeirão que passa por uma lateral da rodovia. Ficaram inundadas algumas empresas com galpões ali, bem como o Parque de Exposições da cidade.

Na foto, é possível ver, ao fundo, somente o telhado do posto da Polícia Rodoviária Federal/PRF. O congestionamento se estendeu nos dois sentidos da rodovia federal ao longo da tarde de hoje (4/12). Houve danos na ponte que corta o rio Casca, sem confirmação da notícia de que ela se teria rompido.

De acordo com informações preliminares do Corpo de Bombeiros de Manhuaçu, os moradores que acionaram a corporação relataram que cerca de 18 pessoas estão ilhadas em regiões ribeirinhas riocasquenses.

Ainda em Rio Casca, houve corte de energia e telefonia durante esta segunda-feira. O abastecimento de água foi interrompido, segundo informou a Copasa, pois houve inundação da sua Estação de Tratamento de Água (ETA).

Ainda segundo informações do Corpo de Bombeiros, a Prefeitura riocasquense providenciou fornecimento de água tratada para abastecimento de Unidades de Saúde. Pelo menos 15 militares do Batalhão de Emergências Ambientais se deslocaram para a cidade.

A situação para chegar em Rio Casca ainda está mais complicada. Na rodovia MG-329, houve abertura de cratera no km 114, próximo do Restaurante Recanto do Ipê e a poucos quilômetros do Posto Touro Sentado.

Segundo informações obtidas por esta FOLHA, uma pequena ponte rompeu-se com a força das águas do ribeirão Bituruna e levou trecho de 30 metros da rodovia. As imagens e vídeos são de pessoas que circulavam pela rodovia.

A Polícia Rodoviária Estadual/PRE manteve plantão em Rio Casca para isolar trechos em risco e oficializar alternativas de desvio do tráfego. Equipe do DEER/MG também se mobiliza, contando com informações do Posto do DNIT em Rio Casca.  

 







UID:7936074/13/12/2017 09:12 | 0