CULTURA

Ademar Figueiredo parafraseou Drumond e ‘foi ser padre na vida’

07/07/2024 11:00




 O jornalista Ademar Figueiredo - editor da coluna Arte & Cultura - passou as duas últimas semanas participando de programa de reabilitação no Hospital Sarah Kubitschek, em Belo Horizonte.

Assim Ademar descreve a sua vivência por lá:

“A surpresa foi total, pois inicialmente imaginava estar internado para cuidar da doença que me acometeu há 7 anos. Calma, vamos situar a arte e a cultura na matéria, peraí... Ao entrar no Hospital, vi um painel imenso com 13 ‘Princípios da Rede Sarah’, entre eles destaco:

1 - Criar uma rede de reabilitação, que entenda o ser humano como sujeito da ação, e não como objeto sobre o qual se aplicam técnicas.  

2 - Trabalhar para que cada pessoa seja tratada com base no seu potencial, e não nas dificuldades.

3 - Transformar cada pessoa em agente de sua própria saúde.

4 - Viver para a saúde, e não sobreviver à doença.

- Numa primeira leitura, uma pessoa ‘normal’ pode achar tudo isso óbvio. Agora, peça a alguém do seu convívio, portador de alguma deficiência, para explicar como ela vive cada uma das situações descritas. Pois já imaginava uma agenda lotada de apenas exercícios físicos com muita fisioterapia.

- Eis que vejo a minha ‘grade’ de atividades repleta de momentos como: técnica da escrita, técnica de vestuário, atividades da vida diária, treino de alimentação, técnicas de respiração e - claro! - condicionamento físico, terapia ocupacional e muita fisioterapia.

- Ao entrar em um ginásio multiuso, me vejo cercado de tintas, pincéis, lápis de cor, fitas decorativas... e muita gente fazendo atividades artísticas.

- O pensamento holístico da Rede Sarah nos faz entender que, para eu me curar, preciso acreditar em mim e ser responsável pela minha reabilitação. O hospital sozinho não promove curas milagrosas nem me devolve um corpo bom ‘em 3 dias’. Mas, através da minha dedicação, posso, sim, melhorar em muito a minha qualidade de vida.

- Faço aqui um parênteses para alertar todos os familiares e mesmo os agentes públicos responsáveis pela saúde no município de Ponte Nova sobre o quanto perdemos em não buscar por esse atendimento. Ressalve-se que o Sarah é especializado na assistência médica e de reabilitação nas áreas neurológicas e ortopédicas.

- Por falar nisso, você sabia que o Mal de Parkinson é uma doença neurológica e que o Sarah realiza um trabalho fantástico nesta área? Aos interessados, basta entrar no www.sarah.org.br, cadastrar-se e solicitar uma consulta.

- Bom, estávamos fazendo uma atividade de artes e fui ‘convidado’ para ser o padre num casamento durante a Festa Junina. Missão dada, missão cumprida! Esta festa é um dos grandes eventos coletivos que o hospital promove envolvendo os internados - adultos e crianças -, seus acompanhantes, funcionários e visitantes.

- A proposta de integração é tal que você só percebe que todos que estavam dançando portavam cadeiras de rodas, órteses, bengalas, muletas... depois que a festa acaba. Imagine esta vivência para um criança que, aos 6, 7, 8 anos..., já é uma Pessoa com Deficiência/PCD e assim será enquanto viver.

- Os sorrisos durante a festa e depois nas barraquinhas de brincadeiras juninas e comidas típicas não deixaram que nenhum de nós pensássemos em doença, mas sim na possibilidade de viver da melhor maneira aqueles breves momentos. E aí me deparo celebrando o casamento (foto) e percebo que, de todos os ‘atores’, somente o padre e a mãe da noiva ficavam em pé com certa segurança. Como não rir ‘sozinho’ de tal constatação?

- Resumo da obra: mesmo num momento delicado e de fragilidade de muitos que ali estavam, a arte cumpriu o seu papel de levar alegria e contentamento não só para os ‘doentes’ e familiares, como também para os profissionais que ali trabalham e trabalham constantemente sorrindo e solícitos com todos que os procuram.

- Deixo aqui registrado o meu mais profundo e sincero agradecimento a todos no Hospital Sarah Kubitschek, com quem tive o prazer de conviver e aprender ainda mais sobre saúde, qualidade de vida e suas inúmeras possibilidades de cura.”

 







UID:11659487/18/07/2024 11:18 | 0