POLÍCIA

Alerta da PC para golpes de cartão cortado e falsos agentes de saúde

10/02/2024 20:00




 A cartilha editada pela Polícia Civil/MG é divulgada por etapas por esta FOLHA, que recebeu documento enviado pelo delegado Cléber Gomides.
 
Já divulgamos neste site os golpes do consórcio premiado e da troca de cartão bancário e o caso do bilhete premiado. A seguir, os golpes do motoboy e do agente de saúde.
 
Cartão recolhido pelo falso motoboy
 
- A vítima recebe uma ligação telefônica do golpista, que se passa por funcionário de estabelecimento bancário. Ele informa que o cartão da vítima foi clonado e deve ser bloqueado.
 
- O falso funcionário solicita dados da vítima, inclusive a senha, e recomenda que o cartão seja cortado ao meio. Em seguida, o golpista diz que um motoboy vai até o endereço para recolher o cartão para analisar possíveis compras irregulares.
 
- O detalhe é que, ao cortar o cartão ao meio, o chip não é danificado. Então, com senha e chip disponíveis, os golpistas realizam compras em estabelecimentos diversos. O período da pandemia contribuiu para o aumento desse tipo de golpe, já que as pessoas evitavam sair de casa.
 
- Como agir: ao receber o telefonema, desligue o telefone e consulte seu gerente sobre alguma irregularidade. Nenhum banco pede o cartão de volta ou oferece para buscá-lo em casa.
 
- Quando precisar destruir seu cartão, corte-o em várias partes e não deixe o chip inteiro.
 
Falsos agentes de saúde
 
- Os golpistas, trajando uniformes e crachás falsos, chegam às casas e alegam que estão testando toda a população para detectar doença, para assim tentar acesso aos imóveis.
 
- Noutro golpe, os cidadãos recebem ligações de suspeitos que se identificam como agentes da Prefeitura e solicitam dados pessoais para serem usados de forma fraudulenta.
 
- Não permita que estranhos entrem em sua casa e não forneça seus dados pessoais por telefone. As Secretarias de Saúde não enviam agentes de saúde para teste em domicílio.
 






UID:11224474/24/02/2024 23:46 | 0