SAÚDE

Aumento dos casos de dengue motiva reunião do Comitê de Enfrentamento

08/02/2024 17:00




 O Comitê/Ponte Nova de Enfretamento da Dengue reuniu-se extraordinariamente em 7/2 para discutir medidas emergenciais e novas estratégias de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de dengue, zika e chikungunya. Há rápida disseminação das larvas e de casos positivos de dengue em bairros e localidades rurais.

Uma das medidas urgentes é a do pedido, perante o Governo/MG, de estrutura para uso do inseticida UBV (com aplicação costal ou em veículos). Entre outros, coordenaram os debates a secretária de Saúde, Kátia Carvalho Irias, e o chefe do Setor de Endemias, Raniely Saraiva.

Raniely mencionou, para esta FOLHA, relatório sobre 211 casos prováveis, distribuídos por localidade ao longo de janeiro e até 6/2:

- Triângulo/26; Centro, Fátima e Pacheco/15 cada; Triângulo Novo/14; Palmeirense e Primeiro de Maio/13 cada; Rasa e Santo Antônio/12 cada; Cidade Nova/10; Esplanada e São Pedro/8 cada; Ana Florência/7; Guarapiranga/6; Novo Horizonte e Palmeiras/5 cada; Copacabana e Vila Alvarenga/4 cada; Dalvo de Oliveira, São Geraldo, Primavera e Vila Centenário/2 cada; Vila Oliveira, Rosário e Paraíso/1 cada; e vilas dos distritos de Vau-Açu/7 e Pontal/1.

  Boletim estadual

O total de Ponte Nova diverge do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde/MG, datado de 5/2, onde se informa - com totais até 2/2 - que Ponte Nova tinha estes casos prováveis de dengue/119 e chikungunya/5, contabilizados oficialmente desde o início deste ano.

Note-se que em 27/1 a Prefeitura de Ponte Nova informou em seu site que o município tinha 73 pacientes sendo investigados pelo risco de contaminação pelo vírus da dengue. E já se calculavam nove casos positivos.

Novo informe

Informe municipal de 7/2 relacionou dicas relevantes sobre o tema:

- É essencial ressaltar que o combate à dengue requer o envolvimento ativo de toda a população. Cada um deve assumir a responsabilidade de manter seu ambiente livre de criadouros do mosquito, evitando o acúmulo de água parada em recipientes e realizando limpeza regular de quintais e terrenos.

- É imprescindível que cada indivíduo esteja atento aos sintomas da dengue, como febre alta, dor de cabeça, dores musculares e manchas vermelhas na pele, e busque imediatamente assistência médica ao apresentá-los. A detecção precoce e o tratamento adequado são essenciais para prevenir complicações graves e reduzir o impacto da doença.







UID:11224317/24/02/2024 22:59 | 0