REGIÃO

No Dia do Rio, balanço das ações dos Comitês de Bacia

24/11/2023 09:00




Para comemorar o Dia Nacional do Rio (24/11), os Comitês da Bacia Hidrográfica/CBHs do Rio Doce (incluindo a sub bacia do Piranga) divulgaram informe ratificando a defesa destes mananciais tão vitais para existência dos mais variados ecossistemas.
 
A atenção especial vai para o rio Doce, principal curso d’água dos territórios mineiro e capixaba, com extensão de 86.715 km2 de área, abrangendo 228 municípios ao longo de 879km desde sua nascente, em Ressaquinha/MG (com o nome de rio Piranga), até formar o Doce na junção do Piranga com o rio do Carmo, pouco abaixo de Ponte Nova. Por fim, há o deságue no mar, no povoado de Regência/ES.
 
Não por acaso, os CBHs destinaram R$ 120 milhões para a Iniciativa Rio Vivo, programa voltado para a implementação de projetos hidroambientais (recuperação de nascentes), saneamento rural e redução da geração de sedimentos. "O objetivo principal é garantir água, disponível em quantidade e qualidade compatíveis com as necessidades da população, atendendo aos usos múltiplos de forma consciente e sustentável", continua o informe.
 
De acordo com o relato, até este mês somaram-se 750 nascentes cercadas e 71 municípios foram contemplados, como calcula Flamínio Guerra, presidente do CBH Doce: "Renovamos o nosso compromisso com gestão responsável dos recursos hídricos, visando um futuro mais sustentável para todos."
 
O informe evidencia ainda a Sub-Bacia do Rio Piranga, composta pelos rios Piranga, do Carmo, Casca e Matipó e por áreas de drenagem de outros menores, como os rios do Peixe, Sem Peixe e Sacramento e ribeirões Mombaça, do Turvo e do Belém. Desde Ressaquinha, o Piranga percorre 470 quilômetros, tendo como principais afluentes os ribeirões São Bernardo, Xopotó, Turvo Limpo e Oratórios.
 
“A data é muito importante para refletirmos sobre o que estamos fazendo em prol da melhoria dos nossos recursos hídricos. Nosso papel, enquanto parlamento das águas, é promover ações de preservação e revitalização em prol do desenvolvimento sustentável”, destaca o presidente do CBH Piranga, o pontenovense Carlos Eduardo Silva.
 
Eduardo informa que o CBH Piranga financia a execução da Iniciativa Rio Vivo, a qual investirá cerca de R$ 17 milhões e, em menos de um ano, cercou mais de 150 nascentes nos municípios de Amparo do Serra, Oratórios, Piranga e Ponte Nova. A providência tem a participação de Prefeituras e produtores rurais. Também serão aportados recursos para realização de projetos de barraginhas e implantação de sistemas individuais de tratamento de esgoto doméstico. 
 
“Graças à Rio Vivo, as minhas nascentes estão recuperadas. O pisoteio do gado foi bloqueado, a sujeira da água diminuiu. Eu tenho observado que o volume de água também aumentou depois do cercamento. Mesmo no tempo de seca, a quantidade de água é a mesma. Essas iniciativas são fundamentais para a qualidade e preservação das nossas nascentes”, enfatizou, no informe do CBH, o produtor rural de Ponte Nova José Sales de Oliveira.
 






UID:11224388/24/02/2024 23:19 | 0