CIDADE

Na nossa edição de n°1, a política partidária e o movimento classista

14/04/2018 15:00




 A edição de n°1 desta FOLHA, em 24/12/1988, trazia notícia da expectativa da diplomação e posse do prefeito Antônio Bartolomeu/PFL. Na comemoração das 1.500 semanas, ouvimos personagens das políticas partidária e classista.

Na semana passada, ele - que hoje segue como diretor-conselheiro do Grupo BCR/Bartofil - deu este depoimento ao nosso jornal:

“Tenho muita honra de lembrar que a FO­LHA começou a circu­lar na véspera de meu segundo Governo [o primeiro foi entre 1979 e 1982]. A cobertura da nossa gestão foi muito boa, e digo isso mes­mo que discordasse de alguma coisa. Respeito e admiro o Jornal até hoje, pela imparciali­dade, pelo noticiário sério, sempre ao lado das grandes causas. Acho que Ponte Nova ganhou - e deve preser­var - este bom presente que foi o surgimento da FOLHA.”

Em 1988, o médico Zezé Abdalla foi eleito vereador pelo MBD e se preparava para concorrer à Presidência da Câmara quando foi entrevistado por este Jornal com a experiência de quem, cumprindo dois man­datos como prefeito, conviveu de perto com este Semanário. Nesta semana ele avaliou a nossa publicação:

“Você pode comprar e ver, na FOLHA, tudo o que aconteceu no Judiciário, na políti­ca, na sociedade. Os integrantes da equipe deste Sema­nário são heróis por manter um jornal de interior com qualida­de, mesmo em tem­pos de crise. Desejo que continuem fa­zendo um jornalismo exemplar.”

 

O barralonguense Roberto Gazire presidia a Associação Comercial e In­dustrial de Ponte Nova/Acip na data da fundação desta FOLHA. Ele conviveu com a evolução do nosso Jornal como secretário de Fazenda da Prefeitura e nesta semana também foi entrevistado:

“Gosto do Jornal pela imparcialidade e a evolução que hoje lhe permite divulgação de informações diárias. A FOLHA tem credibilidade inigualável, obtida justamente pela longevidade e a determinação com que contribuiu para superar todas as turbulências do tempo. Na qualidade de leitor fiel, sou grato porque, já em suas páginas iniciais, o Jornal deu ampla cobertura à nossa gestão na Associação Comercial.”

Já o então diretor-geral da Facco José Barbosa de Vascon­celos (Vivinho) divulgava, em nossa primeira edição, a formatura de mais uma turma de contadores. Nesta semana, Vivinho enviou o seguinte depoi­mento a este Jor­nal:

“Com enorme satisfação, cum­primento - na pes­soa do jornalista José Carlos Itabo­rahy Filho e por extensão sua equipe de profissionais - a FOLHA DE PONTE NOVA por completar as suas 1.500 edições. Manter este notável Sema­nário circulando por quase 30 anos, registrando a história de Ponte Nova e das cidades vizi­nhas é, sem dúvida, resultado de muita dedicação, profissiona­lismo, competência, idealismo e sonhos. Orgulho-me de ser assinante e leitor fiel deste Semanário, desde a sua primeira edição. A história de nossa cidade pode ser visitada em suas páginas, reportadas com lisura e fidelida­de. A cada semana, a satisfação e a su­peração de uma nova edição! Chegar até os dias atuais é motivo de muita fé.”

 

 







UID:8825234/21/07/2018 10:07 | 0