POLÍCIA

Ministério Público divulga nota sobre a Operação 'Caça-Talentos'

11/10/2017 18:15




O site do Ministério Público do Estado/MPE divulgou, no final da tarde desta quarta-feira (11/10), nota de esclarecimento sobre a Operação "Caça-Talentos", desencadeada na manhã da véspera (10/10) em sete cidades de Minas Gerais e uma do Espírito Santo para apurar crimes contra a administração pública e a lei de licitações.

No informe inicial, obtido ainda na manhã de 10/10, mencionava-se a atuação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado/Gaeco, mantido pelo MPE. A Operação esteve centralizada na sede do Ministério Público de Ponte Nova (foto).

Esta é a íntegra da nota:

“O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), com apoio das Polícias Militar e Civil, deflagrou nessa terça-feira, 10 de outubro, uma operação que prendeu preventivamente duas pessoas suspeitas de fraudar licitações. Os municípios investigados são Amparo do Serra, Belo Horizonte, Matipó, Rio Casca, Teixeiras, Ubá, Viçosa (MG) e Mimoso (ES).

Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos nessas oito cidades.  Alguns investigados foram conduzidos ao MPMG para prestar depoimento. Durante a Operação, denominada 'Caça-Talentos', foram apreendidos telefones celulares, notebooks, dispositivos de armazenamento de dados e diversos documentos.
Os presos de maneira preventiva, que foram colocados sob custódia do Estado, são um empresário do ramo de produção de eventos e o presidente da Comissão Permanente de Licitação de Amparo do Serra [nomes não revelados].
As investigações ainda estão em curso, e, nos próximos dias, o MPMG deverá apresentar denúncia na 1ª Vara Criminal da Comarca de Ponte Nova. A operação contou com participação de seis promotores de Justiça e 52 policiais militares e civis.”

Leia a reportagem completa em nossa edição impressa que circula nesta sexta-feira (13/10).

 







UID:7693663/22/10/2017 19:10 | 0