POLÍCIA

Adolescente morre com suspeita de overdose

10/08/2017 19:00




A Polícia Civil abriu inquérito, nesta quinta-feira (10/8), para apurar as circunstâncias em que uma adolescente de 17 anos morreu, logo cedo, no Hospital Arnaldo Gavazza. A suspeita é de overdose de “cheirinho da loló”.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Ponte Nova foi acionada para comparecer ao Sítio do Macuco, no distrito do Pontal, para atendimento “a possível vítima de uso de substâncias tóxicas com indicador de parada cardiorrespiratória”, como constou em boletim policial.

Conforme os bombeiros, houve certa dificuldade para a equipe chegar ao local, por ser comunidade rural e não haver pessoas para informar o local exato da ocorrência e ser de madrugada. Ao chegar à vila local, a equipe deparou com a jovem numa cama, ainda com sinais vitais.

Apurou-se que a adolescente  morava com uma amiga nesta casa. Levada para o HAG, a vítima veio a óbito pouco tempo depois de dar entrada no mesmo. Conforme consta no boletim, as primeiras informações eram de que a adolescente havia feito uso de entorpecente à base de clorofórmio (loló) durante o dia anterior e ao longo da madrugada de 10/8.

Conforme apurado por este Jornal, a jovem é natural de Cardosos/Urucânia e estava morando nessa localidade há pouco tempo. A esta FOLHA, a advogada Daniela Gomes Ibrahim informou que dois rapazes que estavam com a adolescente estão sendo acusados de fornecer a droga e foram procurados pela Polícia Militar ainda durante esta quinta-feira, mas não foram localizados.

Os rapazes - que já são clientes da advogada - entraram em contato por telefone com ela e decidiram apresentar-se ao delegado Wallace Drey Soares para prestar depoimento na Delegacia/PN, o que está marcado para as 10h desta sexta-feira (11/8).

 

 







UID:7380192/24/08/2017 05:34 | 0