SAÚDE

Prefeitos elegem comissão para dimensionar crise do HNSD

09/08/2017 07:00




Reunidos na tarde dessa terça-feira (8/8), na sede do Consórcio Intermunicipal de Saúde/Cisamapi, representantes de 21 Prefeituras decidiram entrar, de vez, na campanha pelo não fechamento da Maternidade e da UTI Neonatal do Hospital de Nossa Senhora das Dores/HNSD.

Num encontro coordenado pelo presidente do Cisamapi, prefeito Silvério da Luz/PT, de Rio Doce, deliberou-se pela formação de comissão encarregada de equacionar a situação financeira do HNSD. “Vamos trabalhar  em curto prazo, mas sem o limite de data fixado pela Direção do Hospital (20/9) para desativar os serviços”, informou Silvério, esperançoso de que a  Mesa Administrativa do HNSD se sensibilize com a mobilização municipalista.

A comissão será formada pelos prefeitos Wagner Mol/PSB, de Ponte Nova, Gustavo Andrade/PSD, de Guaraciaba, João Batista de Morais/PTB, de Alvinópolis, e Alcione Lima/PP, de Santo Antônio do Grama. Eles terão suporte de três secretários de Saúde (Ariadne Salomão/Ponte Nova, Antônio Carvalho/Alvinópolis e Rodrigo de Souza Leite/Rio Doce) e de dois técnicos (a serem contratados em regime de urgência).

“Ficou bem claro que não é de responsabilidade dos Municípios a solução dos problemas financeiros da Instituição. No entanto, todos reconheceram a importância dos serviços prestados pelo Hospital de Nossa Senhora das Dores. Todavia decidiu-se criar grupo de trabalho para entender melhor as dificuldades financeiras do HNSD, bem como buscar alternativas que atendam a população dos Municípios consorciados”, assinala nota  do Cisamapi.

 







UID:7380152/24/08/2017 05:27 | 0